• Bhalai - Conteúdo

Pedra Opala: significado, usos e propriedades

Atualizado: Jun 29



O que é a opala?


A opala é uma variante da sílica (o principal componente do quartzo) que apresenta um auto grau de hidratação dentro de suas moléculas. A opala possui um brilho característico (conhecido como opalescência), que reflete a luz em várias cores. Por isso, é muito apreciada para confeccionar vários tipos de joias.


A opala é uma pedra emocional e reflete o humor de quem a usa. Intensifica emoções e libera inibições. Encoraja a liberdade e a independência. Opala aumenta a consciência cósmica e induz visões psíquicas e místicas. Estimula a originalidade e a criatividade. Ajuda a liberar a raiva e reivindicar a autoestima, auxiliando no acesso e na expressão do verdadeiro eu. Opala fortalece a memória. Isso incentiva o interesse pelas artes. Usar Opala traz lealdade, fidelidade e espontaneidade.


Neste post, iremos abordar mais sobre essa incrível pedra.


Qual é o significado da pedra opala?


O significado da opala é amor, lealdade, paz e consciência.


Como o relâmpago em um arco-íris, ele reluz seu brilho até mesmo com o menor movimento e reclama atenção de todos os que testemunham seu "fogo" fenomenal. Esta é uma pedra tão dedicada aos olhos, tão agradável à vista, que inspira amor e esperança, inocência e pureza, sorte e felicidade.


O historiador romano Plínio, o Velho, descreveu opalus- a Opala, como uma pedra preciosa contendo a chama ígnea do carbúnculo (a granada), a púrpura resplandecente da Ametista e a glória verde-mar da Esmeralda - todas brilhando juntas em incrível união e prazer requintado. Era considerada por todos no mundo antigo a mais encantadora e misteriosa das gemas, usada por suas virtudes de acalmar e fortalecer a visão, curar doenças dos olhos e capaz de proporcionar grande sorte, pois possuía todas as virtudes de as gemas cujas cores residem dentro dela.


Apesar de toda a sua beleza e desejo invejável, esta reputação de “Rainha das Gemas”, por um tempo, caiu em desgraça - ligada a rumores, infortúnios e fatalidades misteriosas. Apesar das superstições, a Opala foi resgatada no século XX, e hoje é uma joia favorita absoluta, especialmente como a pedra de nascimento para aqueles nascidos em outubro. Tradicionalmente, é também o presente dado pelo 14º aniversário de casamento.


No mundo metafísico, a Opala atua como um prisma dentro da aura, trazendo um espectro completo de energia de Luz para o sistema, acalmando e limpando o corpo emocional e aumentando a vontade de viver e a alegria de sua existência terrena. Ele desperta otimismo, entusiasmo e criatividade, e permite a liberação de inibições que inspiram amor e paixão. Opala aumenta a consciência cósmica e estimula flashes de intuição e percepção, mas é uma pedra protetora para trabalhos internos profundos, meditações e jornadas xamânicas do mundo inferior.


Opala é mais conhecida por sua capacidade de trazer os próprios traços e características à superfície para exame e transformação. Assim como Opala absorve e reflete luz, ela capta pensamentos e sentimentos, desejos e emoções enterradas, amplificando-os e devolvendo-os à fonte. Embora ampliar os atributos negativos de alguém possa ser desconfortável, permite compreender o quão destrutivas essas emoções podem ser e auxilia no processo de deixá-las ir. Opala também ilumina as ações e emoções positivas do eu, realçando o que é bom e verdadeiro e promovendo o potencial mais elevado. É uma pedra cármica com um lembrete de que o que enviarmos retornará.


O significado do nome opala é adaptado do latim opalus , mas acredita-se que se origine do sânscrito upala , que significa "pedra preciosa". As referências à gema de Plínio, o Velho, sugerem que ela pode ter relação com Ops, a esposa de Saturno e deusa da fertilidade. Também era chamado de opallios em grego, que significa "ver uma mudança na cor", pederos significa "o filho do amor" e paederos "a pele delicada de um jovem adorável". O opalus passou a ser conhecido como oftalmos, ou oftalmius, na Idade Média - “A Pedra do Olho”, um termo que ajudou em parte a refletir suas virutas oftálmicas.


A mineralogia da Opala


Entrando em mais detalhes, a Opala é um tipo de dióxido de silício hidratado - esferas de sílica submicroscópicas unidas com água e sílica adicional, às vezes contendo os minerais cristobalita e tridimita. É amorfo, o que significa que não tem estrutura cristalina e nenhuma composição química definida e, portanto, é considerado um "mineralóide" em vez de um "mineral". Com o tempo, essa mistura gelatinosa infiltrou-se profundamente em fraturas, veias e entre as camadas de rocha sedimentar subterrânea, e o material solidificado, Opala, formou a maior parte da água que evaporou. Em raras circunstâncias, a Opala se formou em massas exibindo crescimento botrióide, na forma estalagmítica, ou tornou-se um material de reposição em fósseis. Mesmo depois de solidificado, as opalas mantém um teor de água variando de 3% a 21% em peso, geralmente entre 6% e 10%.

Os tipos de Opalas


Existem vários tipos de Opalas. Elas variam principalmente por sua cor ou pelo efeito visual que elas propiciam.


A cor não se deve a nenhum pigmento na pedra, mas são efeitos ópticos criados quando as esferas microscópicas de sílica endurecem em um padrão ordenado de grade, semelhante a camadas de bolas de pingue-pongue em uma caixa. O espaçamento entre as esferas faz com que as ondas de luz que viajam pela estrutura interna da Opala difratam e se dividam nas cores do espectro. O tamanho das esferas e sua embalagem geométrica determinam a cor e a qualidade da luz difratada e o valor da Opala.


Opala Comum

Opala
Opala Comum

A “Opala comum” é encontrada em muitos lugares do mundo e se forma com esferas de tamanhos desordenados ou empilhamento e não exibe jogo de cores.


Geralmente tem um brilho leitoso ou nacarado, conhecido como "opalescência".


As opalas se apresentam em incolores, brancas, amarelas, vermelhas, laranjas, verdes, marrons, pretas ou azuis, podendo ser transparentes, translúcidas ou opacas. Eles têm uma tenacidade frágil e geralmente são cortados em cabochão para mostrar seu jogo de cores completo. Opala sólida refere-se a pedras que consistem totalmente de opala preciosa, enquanto camadas finas, mas bonitas, às vezes são feitas em dupletos (com um suporte de suporte) ou trigêmeos (tendo um suporte e uma cúpula de cristal sobre o topo para proteção).


A Opala comum é a pedra preciosa nacional da Austrália, que produz 97% do suprimento mundial. Essas opalas são formadas em um ambiente sedimentar e são altamente estáveis ​​e resistentes à quebra. Outras formas de opala a partir de processos vulcânicos e são chamadas de hidrofano por sua capacidade de absorver água; essas opalas são porosas em vários graus e mais propensas a rachar.


Opala de Fogo

Opala de Fogo
Opala de Fogo

A “Opala de fogo”, é uma opala transparente a translúcida com uma cor de corpo de vermelho vivo, laranja ou amarelo, mais comumente extraída no México.


Normalmente não mostra jogo de cores, embora ocasionalmente uma pedra tenha uma exibição fraca ou exiba flashes verdes brilhantes.




Opala Arco-Íris

Opala Arco Íris
Raro exemplar de Opala Arco-Íris

"Opala Preciosa", também chamada de "Opala Arco-íris", é a mais rara, extraída em um número limitado de locais em todo o mundo e produz flashes brilhantes ou faixas de cores iridescentes quando viradas para a luz, um fenômeno conhecido como “jogo de cores”.


Sendo a mais valiosa de todas as opalas, esse tipo é especialmente interessante para a confecção de joias, que vão desde anéis e colares até brincos e amuletos especiais.


Opala Andina

Opala Andina
Exemplares de Opala Andina

A Opala Andina ou Opala Peruana é uma Opala comum da Cordilheira dos Andes do Peru; translúcido a opaco, azul pastel suave, verde azulado ou rosa com um brilho perolado, às vezes cortado para incluir a matriz preta ou bege nas pedras mais opacas.


A Opala Andina é considerada um presente da Pachamama, a primeira Deusa Inca da Frutificação e da Mãe Terra, e é maravilhosamente calmante para crianças, animais e adultos dominados pela vida. É particularmente útil para curar velhas feridas emocionais, desta vida ou de outra, trazendo uma paz interior para atravessar os momentos difíceis.


As pedras andinas promovem a ação correta para o bem maior e estimulam a conexão com os outros e a comunicação com o coração. Eles aumentam a consciência da necessidade de curar a Terra e são úteis para aqueles que manifestam e transmutam a vibração em mudança através de seu próprio corpo.


A Opala Andina é uma pedra excelente para viagens, altamente receptiva, induzindo um leve estado hipnótico para intensificar a adivinhação e os dons metafísicos. Essas pedras carregam a energia da Água e são ótimas para ativar os Chakras do Coração e da Garganta.


Opala preta ou Opala Negra

Opala Negra
Exemplares de Opalas Negras

A Opala Negra é a opala com uma cor de corpo escura, geralmente preta ou cinza escuro, azul profundo ou verde; a cor profunda do corpo torna o jogo iridescente de cores notavelmente diferente das opalas claras.


A maioria das opalas preciosas pretas vêm de Lightning Ridge, no estado de New South Wales, na Austrália e são as opalas mais famosas e procuradas do mundo.


A Opala Negra é considerada extremamente sortuda e a mais edificante das Opalas, trazendo Luz para a aura. Ele alivia a angústia e dissolve a depressão e a desesperança, ajudando a enfrentar seus medos mais sombrios e a liberar o que o está prendendo.


Ligando os Chakras Raiz e Coroa, a Opala Negra conecta as aspirações espirituais mais elevadas com o corpo físico, tornando-o um poderoso ampliador de intenção e manifestação. É uma pedra protetora para um trabalho interno profundo, recuperação da alma ou lembrança de vidas passadas, e pode ser usado para “olhar” para o passado, presente ou futuro.


É altamente valorizado como uma pedra de poder para rituais mágicos e pode ser usado para “ler os olhos” a fim de ver a veracidade ou intenção de uma pessoa. A Opala Negra é uma pedra do elemento Tempestade da morte e renascimento e utiliza a energia do Fogo.


Opala de Pedra

Opala de Pedra
Opala de Pedra

A Opala de Pedra é a opala que se forma dentro de vazios ou fraturas de sua rocha hospedeira, geralmente pedra de ferro ou arenito, e porque os veios são muito finos, é cortada com a pedra deixada nas costas para suporte ou como camadas de opala dentro da pedra matriz. Geralmente extraída em Queensland, na Austrália, cada peça acabada é única e especial. Como talismãs próximos da natureza, as Opalas de Pedra carregam não apenas as energias quentes da Terra, mas também a energia iluminadora do Fogo.


Eles auxiliam pessoas práticas no desenvolvimento de seu lado espiritual e ajudam pessoas de mentalidade espiritual a terem sucesso no mundo cotidiano.


Opala de Cristal

Opala de Cristal
Pulseira de Opala de Cristal

A Opala de cristal é transparente a semitransparente, com um jogo de cores excepcional; a cor do corpo “transparente” pode ser incolor, claro ou escuro. A Opala de Cristal é uma pedra extraordinária de saúde e cura, sustentando todo o ser.


Traz alto astral e um profundo sentimento de alegria e exuberância à vida. Utilizando o elemento Fogo, inspira inteligência, imaginação e criatividade, arte e poesia, e ajuda a compreender aquilo que continuará a existir após a conclusão de sua “estada” no corpo físico. As Opalas de Cristal podem ser usadas para “contemplar” e estimular visões dos reinos da eternidade.


Opala Etíope

Opala Etíope
Opalas Etíopes brutas

A opala etíope, tambem chama de Opala hidrofano, é a opala que se forma em nódulos dentro de cinzas vulcânicas em costuras entre camadas de riolito. Ocorre em uma variedade de cores e padrões e geralmente exibe flashes de cores brilhantes. As novas opalas do distrito de Welo, na Etiópia, descobertas em 2008, mostraram-se extremamente estáveis ​​apesar de sua porosidade, capazes de absorver água e alterar a transparência ou opacidade, voltando ao estado original sem reação adversa ou rachaduras.


Essas pedras são maravilhosas para utilizar a energia da Água, a energia da quietude, da força silenciosa e da purificação. Os curandeiros metafísicos podem estar mais familiarizados com a Opala Etíope de base vermelha ou marrom original, descoberta em 1994 em Yita Ridge, as pedras de alta vibração da energia do Fogo da sabedoria antiga que queimam o carma do passado e abrem o caminho para o renascimento. Essas pedras carregam uma holografia da alma e dão acesso ao passado, presente e futuro, estimulando todos os dons metafísicos.


Ativando os Chakras Básico e Sacral, essas joias são repletas de alegria, unindo todos os corpos sutis em equilíbrio para que todo o corpo funcione harmoniosamente. As opalas etíopes carregam energia positiva do dragão, para uso pessoal e planetário.


Opala Girasol

Opala Girasol
Opalas Girasol

Uma verdadeira Opala Girasol (não confundir com "girassol") é uma Opala translúcida branco-azulada com reflexos avermelhados e um brilho ou brilho azulado que segue a fonte de luz quando a pedra é girada; devido à sua aparência gelatinosa, às vezes é chamada de “Opala Gelatina”.


Não tem um jogo de cores como visto em Opala Arco-Íris, mas sim um efeito de inclusões microscópicas. As duas fontes mais notáveis ​​desta Opala são o Oregon e o México, às vezes referida como Opala de Água quando é do México.


O termo "Opala Girsaol" foi erroneamente e indevidamente usado para se referir a opalas de fogo, bem como um tipo transparente a semitransparente de quartzo leitoso de Madagascar chamado Quartzo Girasol.


Uma verdadeira Opala Girasol é uma pedra emocionalmente reconfortante, melhorando a comunicação, e trazendo soluções para as dificuldades. Ajuda a trazer inverdades à luz, especialmente onde não se poderia falar delas no passado. A opala Girasol aumenta as conexões entre os membros de um grupo de almas, transmitindo o suporte benéfico para a vida presente de uma pessoa e dissolve as impressões no projeto etérico, restaurando a memória celular. Ajuda a separar as impressões psíquicas dos próprios sentimentos, fortalece os limites e ensina como estar seguro de seus próprios direitos. A grade com Opala Girasol cria um espaço tranquilo para trabalhar e meditar. Ajuda a separar as impressões psíquicas dos próprios sentimentos, fortalece os limites e ensina como estar seguro de seus próprios direitos.


Opala Verde e Opala Prase

Opala Prase
Opala Prase

A opala verde e a opala prase são variedades verdes de Opala Comum, sendo a primeira uma mistura de Opala e não tronita, a segunda sendo Opala contendo níquel. Ambas são pedras purificadoras e rejuvenescedoras, trazendo energia e rápida recuperação de doenças, exaustão ou angústia mental.


Seja ajudando a desafogar o coração ou auxiliando nos relacionamentos, as Opalas Verdes têm a capacidade de filtrar informações e reorientar a mente, dando sentido à vida cotidiana e trazendo uma perspectiva espiritual. As Opalas Verdes ativam o Chacra do Coração e utilizam a energia da Madeira, a energia da família e da saúde, prosperidade e abundância.


Opala Leitosa



Opala Leitosa
Opalas Leitosas

A opala leitosa é geralmente uma Opala comum com uma coloração mais opaca e esbranquiçada. Embora o nome às vezes seja aplicado à Opala preciosa branca leitosa ou opala turva com um fundo claro.


As Opalas leitosas eram chamadas de gotas de leite da Deusa Mãe em várias culturas e servem como talismãs especiais de proteção, nutrição e apoio. Eles acalmam e limpam o corpo emocional e estimulam a esperança e o otimismo, aumentando a alegria e a vontade de viver. As opalas leitosas incentivam a pessoa a ter a mente aberta e a aceitar a si mesma e aos outros, auxilia nos esforços de comunicação e estimula o companheirismo.


Eles ajudam a criar um ambiente acolhedor e seguro e são ideais para quem cuida de bebês, crianças, mães em perigo ou qualquer pessoa vulnerável. No local de trabalho, as opalas de leite são boas para acalmar pessoas com raiva, especialmente nas áreas de atendimento ao cliente, helpdesk ou linhas de apoio.


Opala Musgo ou Opala Dendrítica

Opala Musgo
Pingente de Opala Musgo

A opala musgo é a opala comum branca, de leitosa a acastanhada, com musgo verde escuro, inclusões semelhantes a árvores ou samambaias (dendritos) de vários silicatos, hornblenda ou óxidos de manganês; não mostra jogo de cores.


As Opalas Dendríticas são excelentes para entrar em contato com o meio ambiente e se comunicar com os espíritos da Natureza. Eles promovem o crescimento, tanto física quanto espiritualmente, e podem fornecer ajuda quando necessário para entrar nos relacionamentos e na dinâmica de grupo, permitindo que a pessoa permaneça aberta e acessível apesar das experiências ruins.


As opalas dendríticas servem para curar feridas do passado ou de vidas passadas e trazem a capacidade de abordar outras pessoas sem preconceito. Eles são ótimos para aumentar a realização de objetivos pessoais e trazer abundância e prosperidade para a vida de alguém.


Usos e finalidades da Opala


As opalas promovem uma sensação de calma segurança, aliviando o estresse e a depressão e encorajando a pessoa a parar de meditar para direcionar melhor os pensamentos e as energias. Eles são antídotos para pensamentos inquietos e mentes agitadas que rememoram o passado ou antecipam o futuro.


As opalas centram a mente e são as pedras dos sonhos felizes, particularmente calmantes para as crianças e aqueles que sempre dormiram mal ou tiveram pesadelos recorrentes sem motivo aparente. A Opala preciosa alivia quaisquer problemas que uma criança possa ter com um amigo invisível ou imaginário e é especialmente útil antes de dormir se a criança deseja que o amigo vá embora na hora de dormir.


Uma pedra de proteção, a Opala é um escudo maravilhoso para evitar a absorção de pensamentos e energias negativas de outras pessoas. Assim como usa interferência e difração para produzir suas cores, também pode interferir em pessoas ou situações desafiadoras que afetam seu humor ou ferem seus sentimentos. Opala também pode fornecer uma “capa de invisibilidade” em circunstâncias em que a pessoa não deseja ser notada ou precisa desaparecer no fundo. É altamente benéfico ao se aventurar em lugares perigosos ou em trabalhos xamânicos em que a discrição é necessária.


As opalas ressoam com as energias da Deusa Mãe e são presentes excepcionais para mães ou futuras mamães. Presenteie uma nova joia para o nascimento de cada criança. Uma minúscula Opala de Leite enterrada sob um salgueiro, a árvore-mãe ou qualquer árvore frutífera na lua cheia auxilia na concepção. Como suporte emocional, Opala ajuda a superar os medos do parto que podem impedir uma mulher de tentar engravidar e pode aliviar os medos opressores durante a gravidez e nos primeiros meses de vida de um novo bebê. A Opala também é um consolo para as mães que vivenciam a síndrome do ninho vazio.


A Opala pode ser utilizada para enviar cura para o campo de energia da Terra, reparando depleções e reenergizando e estabilizando a rede.


As opalas são cristais ocupacionais maravilhosos, encorajando amor e serviço humanitário, leveza, espontaneidade e criatividade dinâmica. São pedras excelentes para quem trabalha na água ou próximo a ela, como os fisioterapeutas que empregam a hidroterapia. As opalas preciosas brancas e as opalas de fogo inspiram todos os que escrevem, dançam, tocam música ou cantam, ou que ensinam ou organizam artes criativas ou performáticas.

Propriedades da Opala

Propriedades de cura física da opala


O Opala é benéfico para a saúde dos olhos, cabelo, unhas e pele, e pode ser usado em tratamentos para clarear e fortalecer a visão e no tratamento de doenças associadas aos olhos. Também pode ser útil para equilibrar o conteúdo de água do corpo, superando a desidratação ou aliviando a retenção de água


Acredita-se que a Opala ajuda a dispersar infecções, purifica o sangue e os rins e regula a produção de insulina. Ajuda a reduzir a febre, estimula a memória e estabiliza energeticamente os distúrbios dos neurotransmissores, como a doença de Parkinson. Lembrando que o seu uso deve sempre ser acompanhado de um tratamento médico tradicional para estes males.

Energia de cura emocional da opala


A Opala é uma pedra de suporte maravilhoso, dedicada a curar e fortalecer o corpo emocional para aqueles que desejam enxergar honestamente seu verdadeiro eu. A alta energia interna da Opala traz pensamentos e sentimentos à superfície para exame e revela qual foi o estado emocional da pessoa no passado, ou mesmo em vidas anteriores.


Esse processo de amplificação e limpeza pode ser intenso quando se trabalha pela primeira vez com a Opala, mas com o tempo ensina a pessoa a assumir a responsabilidade pelos próprios sentimentos enquanto limpa as feridas, medos e ressentimentos do passado. Facilita o abandono de comportamentos negativos e acalma o corpo emocional, ajudando a pessoa a se sentir mais no controle. Ajuda a tornar-se mais positivo e amoroso, mais criativo e espontâneo.

A opala e os chakras


Opala ocorre em quase todas as cores, e as energias das cores dominantes podem ser utilizadas para estimular os chakras correspondentes. O jogo brilhante de cores em muitas Opalas é útil para ativar vários chakras e ligá-los ao Chacra Coronário, infundindo a aura com um espectro completo de Luz para a cura. Consulte a seção Cura e Equilíbrio dos Chakras deste site para obter mais informações sobre as cores que ativam cada chakra.


Meditação com a Opala


A opala promove uma mente calma e centrada para a oração e meditação, permitindo que a pessoa se conecte com a Terra e seu espírito, e experimente a alegria elemental do mundo natural.


Opalas comuns vibram em uma frequência mais baixa e são tremendamente aterradoras para o corpo emocional, aliviando o estresse e trazendo paz e tranquilidade. As opalas preciosas carregam uma energia espiritual intensa, ampliando as emoções e permitindo um trabalho interior profundo. Eles podem levar a pessoa às raízes da psique e são úteis no resgate da alma e na recordação de vidas passadas.


As opalas de fogo carregam uma frequência de êxtase e podem induzir um estado apaixonado de iluminação, enquanto as opalas de pedra permitem que a pessoa se conecte com os espíritos da terra e das plantas.


Como usar a opala


Como joia e amuleto


Durante a Idade Média, um amuleto de Opala, ou um que continha Opalas misturadas com outras joias, protegia seu usuário contra visão defeituosa, enquanto fortalecia a mente e a memória.


A Opala era considerada um talismã que permitiria a seu dono reconhecer seus amigos e inimigos. Na presença de um inimigo, a Opala empalidecia, mas na presença de amigos ou aliados ficava vermelha de prazer.


Opala é amorfa, sem estrutura cristalina. É composto por dióxido de silício e, portanto, um Cristal Transformador. Os cristais transformadores aumentam os esforços para mudar nossas situações, perspectivas, saúde, perspectiva ou relacionamentos. Ao nos transformarmos, transformamos nossas vidas. Aprendemos a dançar, a falar uma nova língua, a ficar mais fortes ou a ser um cônjuge ou filho melhor.


Atualmente, uma infinidade de joias muito bonitas são confeccionadas com opalas.


No escritório e em casa (feng shui)


A Opala é formada e ainda mantém uma grande quantidade de energia da Água, a energia da quietude, da força silenciosa e da purificação. O elemento Água é maleável, sem forma e poderoso, incorporando potencialidades não realizadas e conduzindo à regeneração e ao renascimento. É a energia do círculo da vida. Use a Opala Comum e a Opala Preciosa em tons dominantes de preto ou azul, para realçar qualquer espaço que você usa para repouso, reflexão calma ou oração. A energia hídrica está tradicionalmente associada à área norte de uma casa ou cômodo, e está associada às áreas de Carreira e Caminho de Vida.


As Opalas Preciosas e de Fogo utilizam a energia do Fogo, a energia do entusiasmo, calor, brilho, iluminação e atividade. É de natureza Yang. É a energia do calor, da ação, da emoção e da paixão - das ideias, dos conceitos e do sexo. Está tradicionalmente associada à zona Sul de uma casa ou divisão e à zona de Fama e Reputação da sua habitação. Use sua energia para dar à sua vida o impulso de que precisa para melhorar sua posição na comunidade e dentro de sua família.


Algumas opalas também carregam energias da Terra ou da Madeira.


Como limpar a sua opala


A opala sólida deve ser limpa suavemente com detergente neutro em água morna e uma escova de dentes ou pano macio. Evite alvejantes, produtos químicos e produtos de limpeza. Dupletos e trigêmeos podem ser limpos com um pano macio úmido e detergente neutro, mas nunca devem ser ensopados ou imersos.


Nunca permita que ninguém limpe sua opala em um limpador ultrassônico, pois as vibrações intensas podem causar rachaduras em uma opala sólida e penetração de água em um dubleto ou tripleto.


Se sua pedra perder o brilho ou ficar arranhada, leve-a de volta a um cortador de opala. Após anos de uso, pequenos arranhões e marcas de desgaste fazem com que a opala perca seu esmalte brilhante e tenha uma aparência opaca. O polimento profissional pode trazer uma nova vida a uma opala que se tornou opaca ou riscada, e também podemos verificar se há danos de garras e garantir a segurança do assentamento.


Considerações finais sobre a opala


E você, tem uma opala que adora? Conte para a gente nos comentários.

473 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo