• Bhalai - Conteúdo

Meditação em Movimento: o que é e como fazer


Meditação em movimento
Neste post vamos desvendar os segredos da meditação em movimento

A meditação, junto com a ioga, tornou-se uma atividade relaxante amplamente difundida em cidades movimentadas, repletas de multidões, toneladas de informações e barulho de carros.


Muitas pessoas, entretanto, deixam de mergulhar na meditação quando seus cérebros começam a produzir pensamentos irritantes enquanto tentam arduamente se concentrar na respiração. O que pode ser uma surpresa agradável é que sentar-se quieto como um monge budista não é obrigatório para a meditação dos dias de hoje.


Pelo menos, não na meditação em movimento - um termo genérico para uma rica variedade de técnicas meditativas baseadas em movimentos repetitivos e conscientes. Neste post, vamos abordar mais sobre este tipo de meditação.


O que é a meditação em movimento?


A meditação em movimento é um estado meditativo, uma mudança de consciência ao fazer movimentos simples. Envolve movimentos lentos, firmes e ritmados, com posturas corretas e respirações profundas e contínuas. Os movimentos físicos ajudam a concentrar seus pensamentos nos próprios movimentos, permitindo que você flua no rio de seus pensamentos não guiados, enquanto mantém sua mente clara e focada.


Também o ajuda a trazer maior consciência e paz interior para dentro de você . Existem muitos tipos de meditação em movimento que você pode tentar encontrar e selecionar qual deles se adapta mais à sua personalidade.


Para relembrar: O que é meditação?


Antes de começarmos a falar mais detalhadamente sobre a meditação em movimento, é importante revermos o que é a meditação.


A meditação é uma técnica popular para descansar a mente e mergulhar em um estado específico de consciência que é completamente diferente do seu estado normal. Essencialmente, é um exercício mental que envolve relaxamento, concentração e consciência. Em princípio, é um análogo ao treinamento físico, mas para sua mente.


Enquanto você medita, sua mente está clara, relaxada e focada internamente. Isso não é hipnose, você está totalmente ciente do que está acontecendo ao seu redor, mas seu foco é dirigido para dentro. A meditação produz um estado interno quieto e concentrado, de modo que a mente eventualmente se torna silenciosa. Quando está em silêncio e não pode mais distraí-lo, a meditação se aprofunda. Muitas vezes, a meditação é realizada em uma posição imóvel, mas nem sempre é assim.


Benefícios da meditação


A meditação tem um grande número de benefícios comprovados cientificamente.

  • Reduzindo o estresse e a ansiedade

Para a maioria das pessoas, o estresse e a ansiedade são problemas da vida diária. Há uma forte pressão para que você se supere em suas tarefas, tanto no trabalho quanto em casa.


O estresse tem uma série de efeitos negativos à saúde, que não são apenas mentais, mas puramente físicos. O estresse pode danificar fisicamente o músculo cardíaco, aumentando a frequência cardíaca e contraindo os vasos sanguíneos, afetar negativamente a libido, desencadear ganho de peso e piorar a saúde mental.


Uma pesquisa publicada no JAMA Internal Medicine em janeiro de 2014, descobriu que a meditação é útil para aliviar a ansiedade, a dor e a depressão. Outro estudo de oito semanas mostrou que seguir o estilo de meditação chamado “ meditação da atenção plena - a famosa mindfulness” reduziu a resposta inflamatória causada pelo estresse.


Além disso, a meditação também pode melhorar os sintomas de condições relacionadas ao estresse, que incluem a síndrome do intestino irritável, transtorno de estresse pós-traumático e fibromialgia.


Embora tenha raízes em práticas religiosas, a meditação comprovou visivelmente efeitos positivos sobre o estresse, sendo, portanto, incrivelmente útil em relação ao seu propósito principal.


  • Aumentando a imunidade

Um estudo de 2003 foi conduzido especificamente para testar os efeitos da meditação sobre a imunidade. Vários trabalhadores de biotecnologia participaram de um treinamento semanal de meditação ao longo de oito semanas. Concluiu-se então que eles tinham níveis significativamente mais elevados de anticorpos em comparação com o grupo de controle que não meditou, bem como níveis aumentados de anticorpos do que quando iniciaram o estudo.


Além disso, a meditação mindfulness aumenta a atividade elétrica na parte esquerda do cérebro, que é o principal comandante do sistema imunológico. As descobertas da revisão abrangente de 20 estudos em 2016 que exploram os efeitos da meditação na imunidade sugerem possíveis efeitos da meditação mindfulness em marcadores específicos de inflamação, imunidade mediada por células e envelhecimento biológico.

  • Promoção de qualidade e sono profundo

Uma boa noite de sono é uma forma do corpo repor seus estoques de energia e se preparar para o dia seguinte repleto de novas tarefas e desafios. Enquanto você está dormindo, seu cérebro coleta todas as informações essenciais internamente e se livra do excesso de informações que você recebeu durante o dia. Todos desejam permanecer ativos e em seu melhor estado produtivo quando os níveis de concentração estão no pico. Ainda assim, o sono ruim deixa as pessoas irritadas e letárgicas o dia todo, reduzindo drasticamente a atenção e a capacidade de se concentrar nas coisas.


Em um estudo de 2015, 49 pessoas de meia-idade e mais velhas, com problemas de sono, foram divididas em dois grupos. Um dos grupos foi apresentado a um programa de meditação mindfulness e o outro teve aulas de educação do sono. O grupo envolvido no programa de atenção plena teve menos insônia, fadiga e depressão. Portanto, a meditação é uma forma comprovada de tornar o seu sono profundo e relaxado, recarregando-o para um dia agitado.

Shutterstock

  • Fazendo você viver mais

Todo mundo quer viver uma vida feliz e saudável naturalmente. E os avanços humanos feitos na medicina e na tecnologia certamente aumentaram as chances de sobrevivência humana. Mas a questão é que confiar em novos medicamentos e cirurgias não é a melhor maneira de garantir sua vida diária saudável. Não deve ser mal interpretado: não há nada de errado com a saúde moderna e é incrivelmente eficaz no tratamento de muitas doenças, mas as mudanças no estilo de vida podem prevenir o aparecimento de doenças em primeiro lugar.


É o estilo de vida que é crucial para sua saúde, e mesmo gastar muito dinheiro com saúde não substituirá seu treinamento e dieta.


Às vezes, tomar pílulas é inevitável, mas tentar tornar sua vida menos estressante sozinho é muito mais razoável em muitos casos.


Um estudo citou o aumento no comprimento dos telômeros nas células do sistema imunológico de pessoas depois que elas participaram de um programa intensivo de meditação. Os cientistas descobriram anteriormente a conexão entre o comprimento dos telômeros (parte do seu DNA) e o envelhecimento celular e o estresse fisiológico. Ou seja, quanto maior for o comprimento dos telômeros, melhor será sua longevidade. Portanto, a meditação pode realmente fazer você viver mais.

  • Uma maravilha para o alívio da dor

A meditação é conhecida por acalmá-lo, aliviar o estresse e fortalecer suas habilidades mentais. Surpreendentemente, também pode ajudar no alívio da dor física: aqueles episódios horríveis em que você sente uma dor lancinante em qualquer parte do corpo que o faz desabar no chão. Há muito que se provou que a prática da meditação pode reduzir de forma duradoura os efeitos da dor imediata quase pela metade.


Meditação em movimento
A meditação em movimento traz todos os benefícios da meditação

Um estudo recente descobriu que uma sessão de meditação mindfulness de 20 minutos por dia pelos participantes durante quatro dias reduziu a intensidade da dor em 27% e a dor emocional em 44%. A meditação produziu uma redução maior da dor, ainda mais do que a morfina ou outras drogas analgésicas, que normalmente reduzem as classificações de dor em cerca de 25%.


Tipos de meditação em movimento

  • Meditação andando

Meditação em movimento
Kinhin: meditação em movimento andando

A meditação andando, também conhecida como “Kinhin” nas tradições Zen, é uma prática simples e difundida para elaborar calma, conectividade e consciência. A arte da meditação andando é aprender a ter consciência enquanto caminha, cultivando a atenção plena e uma presença alerta no momento. Essa forma de meditação é mais do que um simples passeio no parque. Geralmente é feito muito mais devagar do que caminhadas normais e envolve a coordenação com a respiração ou práticas de concentração específicas. Parece mais meditação do que caminhada.


Os praticantes se movem lenta, contínua e deliberadamente, enquanto permanecem cientes da mente e do corpo. Eles enfatizam a boa postura, respirando fundo e sentindo os movimentos do corpo ao caminhar. A caminhada deve ser contínua, por isso é melhor escolher um espaço onde possa circular com segurança.


Na meditação andando, há um pouco mais de interação com o mundo exterior do que sentado. Seus olhos estão abertos e seu corpo está se movendo. Muitos iniciantes acham a meditação andando mais fácil do que sentada, pois a concentração nos movimentos e no corpo exige menos quando você está se movendo.

  • Qigong

Meditação em movimento
Qigong: meditação em movimento chinesa

Assim como a ioga, o qigong tem uma longa história. Vinda da China há mais de 4.000 anos, esta é uma prática tradicional antiga que foi incorporada ao Budismo, Taoísmo, Confucionismo e outras filosofias orientais. Relacionado às artes marciais e à medicina chinesa, o qigong combina movimentos lentos e graciosos, concentração mental e trabalho de respiração para centrar a mente e o corpo e melhorar sua saúde física e mental.

Ele regula a energia chi em seu corpo, oferecendo uma maneira distinta de investigar a meditação enquanto se move.


Os movimentos rítmicos, lentos e fluidos, a prática da respiração profunda e o foco no equilíbrio da energia são de baixo impacto, portanto quase qualquer pessoa pode praticar independentemente das circunstâncias físicas. O Qigong está conectado à redução da pressão arterial, melhorando os biomarcadores da saúde do coração, aumentando a saúde dos ossos, reduzindo significativamente o Índice de Massa Corporal e aumentando a força, o equilíbrio e a flexibilidade. O qigong como prática pode ser usado para propósitos mentais, físicos ou espirituais.

Meditação em Movimento
Prática de Tai Chi (meditação em movimento) em Brasília

Esta antiga prática de bem-estar, que significa "Grande Último" em chinês, trata de alinhar a energia no corpo e também na mente. Na medicina tradicional chinesa, a doença ou a dor acontecem quando a força vital, chi, é interrompida. Supõe-se que o tai chi realinha o chi do corpo por meio da execução de uma série de movimentos de maneira lenta e focada, acompanhados por uma respiração profunda. É um sistema não competitivo e individualizado de exercícios físicos suaves e alongamento, que parece uma dança em câmera lenta vista de fora. Cada postura flui suavemente para a próxima, garantindo que seu corpo esteja em movimento constante.


O tai chi chuan reduz o estresse e a ansiedade, melhora o humor, promove a perda de peso, melhora a cognição e alivia os sintomas da fibromialgia.


Existem vários estilos de tai chi, alguns enfatizam o relaxamento e a manutenção da saúde, enquanto outros se concentram nos aspectos das artes marciais do tai chi.


Como praticar a meditação em movimento


Cada tipo de meditação em movimento tem suas próprias regras, mas existem princípios gerais que se aplicam a todos os tipos de meditação em movimento, bem como a ioga.

  • Fique atento

Você pode estar atento ao movimento dos músculos e ao contato com as superfícies externas, como objetos ou o chão. É possível que você perceba o movimento da energia dentro do corpo e o intercâmbio dessa energia com o mundo externo. Você pode prestar atenção às respostas naturais do seu corpo a vários estímulos, como o ritmo da música, a posição espacial de partes individuais do corpo, as sensações por todo o corpo (sensação de calor, frio, pressão, dor, prazer), sua respiração em sincronia com seus movimentos ou independente deles, ou o estado de imobilidade.

  • Esteja ciente de todas as partes do seu corpo

Durante as sessões de meditação em movimento, você pode direcionar a atenção para as partes do corpo que normalmente não nota. Por exemplo, ao realizar um exercício, você pode desviar a atenção para os dedos dos pés, cotovelos ou o topo da cabeça. Enquanto se concentra em alguma parte do corpo, você pode notar e avaliar seu estado.

  • Mova-se lentamente

A lentidão permite que você perceba mais dos movimentos individuais dentro de um movimento maior. Por exemplo, se você levantar rapidamente um braço reto, provavelmente notará apenas um único movimento para cima, mas se o fizer lentamente, poderá perceber muitos eventos separados dentro do corpo.


Se você se mover em um ritmo mais lento, poderá notar as contrações de vários músculos, os ajustes nas articulações à medida que se adaptam às mudanças de posição e o equilíbrio físico constante. Você pode sentir o calor gerado nos músculos, bem como um leve alongamento do tecido para permitir o movimento do braço.

  • Tenha uma sensação de leveza

Quando seu corpo faz seus movimentos, em seu próprio ritmo, você experimenta leveza, facilidade, suavidade e suavidade. Permita que a energia em seu corpo o sustente e o impulsione facilmente, vindo em termos de gravidade.


Considerações finais sobre a meditação em movimento


Resumindo, a meditação em movimento é todo um espectro de práticas antigas com uma avalanche de benefícios à saúde. A meditação em movimento não sobrecarrega os músculos e pode ser praticada por quase todas as pessoas. Embora cada técnica tenha suas próprias regras, os princípios gerais incluem consciência corporal, bem como movimentos lentos e rítmicos. Praticar meditação em movimento regularmente pode melhorar imensamente seus indicadores de saúde, bem como a qualidade de vida em geral.


Aperte o play para mergulhar em meditação profunda e dar um passo mais perto de estar totalmente consciente, totalmente desperto e totalmente vivo.


E você, pratica algum tipo de meditação em movimento? Conte para a gente nos comentários!

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo