• Bhalai - Conteúdo

Egrégora - o que é



Origem


A palavra "Egrégora" deriva da palavra grega egrégoroi, que significa "observadores". Esta palavra aparece pela primeira vez na tradução do Livro das Lamentações, bem como no Livro dos Jubileus e no Livro de Enoque. A Egrégora pode ser definida como um tipo de mente coletiva que é criada quando as pessoas se reúnem conscientemente para um propósito comum.


Quando um grupo de pessoas ora e medita coletivamente em direção a um objetivo, uma Egrégora de proteção e bênção é enviada, como um círculo de Luz que protege e salvaguarda o propósito das orações.


O que é


Psicologicamente falando, uma Egrégora é aquela "atmosfera" ou "personalidade" que se desenvolve entre grupos independentes de qualquer um de seus membros. É o sentimento ou impressão que você tem ao entrar em um bairro que "parece diferente" da área circundante, ou quando visita um clube ou associação que já existe há muito tempo.


Em um contexto oculto ou mágico, uma Egrégora é uma impressão geral que circunda uma entidade de grupo. É o resumo das energias físicas, emocionais, mentais e espirituais geradas por duas ou mais pessoas vibrando juntas em direção ao mesmo objetivo, de modo que é um subproduto de nosso processo criativo pessoal e coletivo como co-criadores de nossa realidade.


Uma Egrégora pode se desenvolver a ponto de atingir uma existência independente como uma entidade em si ou como uma entidade criada intencionalmente, como um servidor, que cresceu em poder muito além de seu projeto original. Para um praticante de magia não religioso, uma Egrégora e uma divindade seriam termos intercambiáveis. Para um praticante religioso, um Egrégora estaria logo abaixo do nível de um deus ou de uma deusa.


Assim, a grande maioria dos seres humanos, tanto encarnados quanto desencarnados, estão, de uma forma ou forma, conectados a uma Egrégora.


Egrégoras positivas e negativas


Uma Egrégora (ou mente de Grupo astral) pode ser negativa ou positiva, dependendo do nível de vibração e da frequência. A maioria das conexões com Egrégora negativa vêm de contratos negativos feitos com entidades físicas ou astrais em troca de poder, fama ou bens materiais. Além disso, alguns desses contratos ou pactos podem vir de perseguições emocionais, que em algum momento nasceram da intenção de manter a vítima sob seu domínio ao longo de várias vidas terrenas e paralelas. Algumas dessas conexões também podem ser ativadas por meio de vícios e atividades sexuais descontroladas. Quando uma alma se compromete com esses tipos de energias obscuras, há sempre a tendência de perder energia vital, o que pode resultar no comprometimento da sua essência.



Em geral, o domínio da Egrégora negativa é reafirmado por meio de implantes artificiais, que são dispositivos limitadores, que podem ser de diversas formas, objetivos e realizados com diversas possibilidades permitidas pela moldagem da matéria astral. Eles são e funcionam como formas de pensamento, como projeções holográficas que podem ou não se solidificar dentro dos corpos etéreos.


Esses dispositivos são perigosos para os vários níveis de consciência de seres encarnados e desencarnados porque são o meio a partir do qual as entidades negativas da Egrégora negativa se alimentam de suas energias vitais. Progressivamente, essas perdas de energia podem causar distúrbios nas áreas física, psicológica, emocional, mental e espiritual. Às vezes, é difícil identificar esses implantes porque, em muitos casos, eles não se originaram na vida atual, mas em vidas anteriores, e podem ser ativados espontaneamente se algumas células de memória subjetiva forem ativadas durante o período de encarnação.


Como se proteger da Egrégora negativa


A Egrégora é mantida por meio das energias mentais e psíquicas de seus criadores e, como uma entidade autônoma, é formada por meio da persistência e das intensidades das ondas emocionais e mentais atuais. Emoções e sentimentos fracos tendem a criar Egrégora indefinida, com curta duração. O oposto também é verdadeiro: grandes círculos são criados por forte vontade, emoções e determinação de propósito. Existe uma boa Egrégora que é positiva e que traz bênçãos, boas energias e proteção contra vibrações negativas.


Uma Egrégora pode ser pessoal ou coletiva. A Egrégora da Umbra é composta de almas que foram negadas pelos corpos de desejos. Eles são adeptos de vícios, drogas e todos os tipos de conjuntos de comportamentos não naturais que não são característicos do ser humano espiritualmente aprimorado. Eles são aqueles que vibram e mantêm a Egrégora coletiva negativa. Uma pessoa psiquicamente equilibrada e com pensamentos positivos cria uma Egrégora pessoal muito positiva, próspera e luminosa. O mesmo pode ser dito do comportamento oposto. A única maneira de se livrar de uma Egrégora negativa é se afiliar a uma positiva mais forte.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo